Projeto realizado no âmbito do Programa de Dinamização do Turismo no Baixo São Francisco.

periodo e duração


Novembro 2012 – Julho 2013 (8 meses)

cliente


IABS - Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade Financiamento: Fundo Multilateral de Investimentos – FUMIN / Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID, Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento – AECID e Governo do Estado de Alagoas - Secretarias de Planejamento e Turismo.

abrangência e localização


Região do Baixo Rio São Francisco – 12 municípios

municípios visitados


Alagoas 12 municípios: Piaçabuçu, Penedo, Igreja Nova, Porto Real do Colégio, São Brás, Traipu, Belo Monte, Pão de Açúcar, Piranhas, Olho d’ água do Casado, Delmiro Gouveia e Água Branca.

equipe


Jussara Rocha, Mariana Madureira e Isabela Braichi

Com o objetivo de oferecer condições para a promoção do desenvolvimento turístico no Baixo São Francisco de maneira sustentável, a Raízes elaborou o Plano de Desenvolvimento e Segmentação do Turismo – projeto que fez parte do Programa de Dinamização do Turismo no Baixo São Francisco.

Neste programa foram considerados os 12 municípios que margeiam o rio São Francisco no estado de Alagoas. O plano de desenvolvimento foi construído de forma participativa com as comunidades, lideranças e empreendedores da região. Tudo feito a partir de um mapeamento dos segmentos chave para a estruturação de produtos inovadores.

Consideramos também a análise demandada e o diagnóstico da governança turística local, além do grau de empoderamento e influência.

O plano de desenvolvimento teve como premissa a sustentabilidade. Durante o processo, foi importante a participação de empreendedores, gestores e toda rede de parceiros para a evolução do setor. A meta foi funcionar como uma ferramenta de desenvolvimento socioeconômico das populações de baixa renda do Baixo São Francisco, promovendo inclusão, acessibilidade, inovação e trabalho em rede.

A proposta foi trabalhar o Plano de Segmentação a partir da realidade diagnosticada. Assim, atendemos a demanda de organização, estruturação e diversificação da oferta turística regional. Desta forma, pudemos direcionar gestores públicos e empreendedores na ampliação e melhoria da oferta turística atual de forma ordenada e em sintonia com a demanda atual e potencial para a região.

Tão importante quanto a estruturação da oferta são as bases de governança do destino. Esta também foi objeto deste plano de desenvolvimento no sentido de oferecer subsídios para a transformação paradigmática necessária na região. Especialmente no que diz respeito às relações institucionais e gerenciais da atividade turística, hoje bastante dependentes da ação governamental.

Na conclusão, o documento gerado pelo projeto oferece insumos para a promoção do desenvolvimento turístico de maneira sustentável na região. Sobretudo estimulando as ações de protagonismo e inclusão social que contribuam para três pontos fundamentais: a dinamização econômica da região, a geração de trabalho e renda e a melhoria da qualidade de vida das populações locais com a conservação do meio ambiente.

Principais resultados


  • Diagnóstico da oferta
  • Mapa de potencialidades
  • Mapa de Governança
  • 01 Plano de Desenvolvimento e Segmentação Turístico
  • 01 Livro lançado: Planejando o Destino Caminhos do São Francisco

Número de beneficiário


aproximadamente 200 pessoas

Etapas relacionadas

  • null

    Acompanhar

  • null

    Articular

  • null

    Cocriar

  • null

    Conhecer

  • null

    Realizar

Vídeos

Links externos