periodo e duração


2010 - 11 meses

abrangência e localização


Estado de Minas Gerais – 422 municípios envolvidos

equipe


Mariana Madureira e Veronika Haag

Colaboradores: Lívia Maria Pessanha, Camila Morais e Raul Suehtt de Morais

Estagiários:

Ana Paula Silva

André Felipe Elias

Camila Augusta de Oliveira

Denise Aparecida Ferreira

Dircilene Monteiro

Filipe Lopes

Gabriela Reis

Letícia Dabés

Marcela Pessoa

Marcondes de Jesus

Márcio Campos

Marcus Batista

Michelle Fernanda do Carmo

Philippe Braga

Rayssa Isabelle Silva

Regilene das Chagas

Renata Andrade

Sílvia Silva

Thalita Alves

Vinicius Mazzinghy

O primeiro passo para qualquer planejamento é o conhecimento das variáveis envolvidas. Para o planejamento da cultura sustentável não é diferente. Seja no âmbito estadual, regional ou municipal, é imprescindível o conhecimento de toda oferta de atrativos, equipamentos e serviços, bem como a condição em que eles se apresentam. Assim, para a Raízes, o inventário da oferta turística é a ferramenta para este fim.

A atividade turística vem se desenvolvendo em Minas Gerais. O foco está na competitividade e melhoria da gestão descentralizada - ao mesmo tempo integrada - dos destinos mineiros. Nesse contexto, a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (SETUR-MG) fez uma análise da situação dos inventários da oferta turística enviados pelas Associações de Circuitos. A conclusão foi que a situação não era nada favorável...

Eles apresentavam problemas de redação, formatação, fiabilidade dos dados, e contemplavam, muitas vezes, equipamentos e atrativos sem foco turístico. Para solucionar, a SETUR-MG desenvolveu o Projeto de Correção dos Inventários da Oferta Turística de Minas Gerais. A iniciativa visava padronizar os dados e gerar informações mais precisas e confiáveis.

Foi aí que entrou a Raízes Desenvolvimento Sustentável! Contratada através de um processo licitatório, foi nosso negócio social que assumiu esse desafio de implantar a cultura sustentável junto ao Governo de Minas.

A Raízes realizou a correção dos inventários da oferta turística de 404 municípios que integram 41 Associações de Circuito Turístico certificadas no exercício de 2009. Além disso, mais seis novas Associações de Circuito que foram certificadas no exercício de 2010, segundo critérios da SETUR-MG.

O projeto teve duração de 11 meses e os resultados foram entregues em dezembro de 2010.

Principais resultados


Análise, avaliação e padronização de inventários de 422 municípios distribuídos em 47 Associações de Circuitos Turísticos em Minas Gerais.

Número de beneficiário


Análise, avaliação e padronização de inventários de 422 municípios distribuídos em 47 Associações de Circuitos Turísticos em Minas Gerais.